Introdução e agradecimentos

   
   

Bem-vindos aos Indicadores de Sustentabilidade da propaganda brasileira. Através deles, a publicidade começa a viver mais um momento marcante na sua história. Como o foram a criação do CONAR; o nosso Código Nacional de Autorregulamentação Publicitária, iniciativa pioneira e modelar, hoje aplicada em diversos países; e a implantação do CENP, as normas-padrão que organizaram as inter-relações entre agências, veículos e anunciantes, e que, assim, garantiram a qualidade da prestação dos serviços e foram fundamentais para a preservação da saúde econômica de seus signatários.

Agora, a ABAP disponibiliza a todos a oportunidade de transformar o produto da experiência e de suas reflexões sobre a atividade e as implicações sociais, políticas e econômicas dela decorrentes, em matéria-prima essencial para a criação de indicadores que farão da publicidade uma atividade ainda mais alinhada com o pensamento contemporâneo focado na sustentabilidade.

Uma das molas propulsoras da economia, a publicidade estimula o consumo e, assim, promove a produção e a criação de novos produtos e serviços, criando sempre mais empregos e gerando as contribuições tributárias que financiam o desenvolvimento do País. Em que pesem suas qualidades essenciais e insubstituíveis para a consolidação de uma nação livre e soberana, a publicidade é, também, muitas vezes objeto de críticas por parte de certas instituições que identificam em algumas das suas expressões efeitos nocivos sobre a sociedade.

Num regime democrático, nenhuma manifestação de opinião pode ser desprezada, concordemos ou não com ela.

 

 

Este hotsite foi criado com dois objetivos: primeiro, para que as agências de publicidade tenham uma oportunidade de seu autoavaliarem à luz da sustentabilidade; segundo, para que a sociedade proponha livremente suas ideias com vistas ao aperfeiçoamento da atividade, sob todos os pontos de vista.

A ABAP entende que essa abertura à opinião pública é a maneira mais cristalina de demonstrar o interesse do setor em um diálogo saudável e democrático com todas as linhas de pensamento.

Convido os gestores das agências, portanto, a visitarem o hotsite e utilizarem seus recursos para, assim, termos as respostas mais adequadas a todos os questionamentos de que a atividade seja objeto. Convido também a sociedade como um todo para que traga sua contribuição, no sentido de que tenhamos um discurso sintonizado e eficaz em benefício da liberdade de expressão, da proteção de um sistema de livre-iniciativa e do respeito aos valores éticos.

Obrigado.

Luiz Lara

 

 

AGRADECIMENTOS

CONAR Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária
Instituto Akatu pelo Consumo Consciente
Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social
WWF-Brasil
F/Nazca Saatchi & Saatchi (São Paulo)
J Bis Propaganda (Belo Horizonte)
Lew’Lara\TBWA (São Paulo)
Martins + Andrade Comunicação (Porto Alegre)
Verve Comunicação (Fortaleza)

 

   
   

 

Associação Brasileira de Agências de Publicidade Escola Superior de Propaganda e Marketing